Ser voluntário também cansa?

E lá vamos nós… segunda-feira, terça-feira, quarta-feira, quinta-feira, sexta-feira ……ufa sábado e domingo!!!

A semana começa e todo o ciclo do nosso trabalho começa e muitas vezes se repetem ano a ano… todos com a mesma rotina, correria, reuniões, plano de ação, estratégias, casa, estudo, filhos, família, trabalho … e tudo se repete.

E tudo isso cansa, se não encontrarmos prazer nas nossas ações.

Já dizia Confúcio, filósofo Chinês “Escolha um trabalho que você ame e não terá que trabalhar um único dia em sua vida”.

Deus nos ensina por intermédio da Bíblia que devemos trabalhar para nos sustentar e às nossas famílias, além de ajudar os outros (Efésios 4:28, 1 Timóteo 5:8).

Não devemos dar lugar à preguiça, porque leva à pobreza e à ruína (Provérbios 6:9 ao 11). Quem não trabalha também não tem direito a comer (2 Tes 3:10), todos devem fazer a sua parte para não sobrecarregar uns a favor dos outros.

A Bíblia incentiva os cristãos a seguir de perto os passos de Jesus. Em 1 Pedro 2:21 mostra as prioridades de um serviço voluntário.

Só que muitas pessoas me perguntam como ter “fôlego” para “TRABALHAR” como voluntário depois de dias desgastantes? Esta resposta é bastante individual, pois dependerá do seu propósito em tudo o que faz ou está disposto a fazer.

Trabalhar como voluntária também cansa, pois somos humanos e o nosso corpo e mente sentem as pressões do dia a dia, mas temos que respirar fundo e seguir, pois, o resultado é tão maior que o nosso cansaço, ele nós traz um energia inescapável. Todas as vezes que dou uma pausa no meu trabalho voluntário, depois de pouco tempo já saio buscando o que poderia fazer para preencher este tempo que já considero separado na minha vida para exercer esta atividade. 😊

O trabalho voluntário aumenta a nossa disposição, nossa felicidade, melhorar nossa autoestima, faz enxergar o nosso mundinho de outra maneira, aprendemos a valorizar tudo ao nosso redor, temos prazer no que fazemos, nos tornamos mais solidários e profundos.

Apesar de não ser um trabalho remunerado, é preciso ter comprometimento.

Quando nos tornamos voluntários não deixamos de exercer nossas ações diárias, apenas aprendemos a administrar melhor o nosso tempo.

Você pode ler mais um pouco sobre o “tempo” no artigo que escrevi em dez/2017: “Todo mundo tem o mesmo tempo?” http://www.voluntarioeu.com.br/?p=88

Espero ter “cutucado” um pouco desta vontade de exercer o trabalho voluntário. Experimente! Você não irá se arrepender!!

Um grande abraço

“Quando nos tornamos voluntários, nos tornamos mais humanos”

Alessandra Lazarin

alessandralazarinramos

Trabalho desde 1995 como voluntária com adolescentes e jovens, ensinando que pelo comportamento e amor ao próximo podemos fazer a diferença que queremos para o nosso mundo!

2 comentários em “Ser voluntário também cansa?

  • 23/04/2018 em 15:07
    Permalink

    Parabéns, adorei a reflexão. bjs

    Resposta
    • 04/05/2018 em 01:45
      Permalink

      Obrigada Leila pelo feedback dos artigos. Isso me inspira a continuar escrevendo e levando informações para os leitores. Bjs

      Resposta

Que bom contar com sua parceria! Seja bem vindo!

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas