Animais voluntários, era só o que faltava!

Olá pessoal do bem? Como estão? Espero que bem.

Bom, neste blog falamos de diversos temas voltados à solidariedade, não é mesmo? Agora é a vez dos animais voluntários … Oi???? Animais voluntários, isso mesmo….. conheça agora um pouco deste universo, e depois me diga sobre ele.

O voluntariado é uma das atividades mais nobres que conheço e com ela vem muitos pontos positivos. Hoje em dia temos diversos tipos de iniciativas voluntárias: à distância, como pessoas, com pets, sendo exercidas por serem humanos normais como eu e você, e também por PETS…. que bacana!!!

Ajudar ao próximo, exercer nossa cidadania não deve ser algo que devemos fazer apenas com pessoas; os animais também fazem parte de nossas vidas. Não é mesmo?

São inúmeros os casos de cães, gatos, cavalos ou outros animais que ajudam os seus donos a saírem de depressão ou de outros problemas. Trazem vida e alegria.

Temos visto muitas instituições de animais que precisam de voluntários para ajudar os pets que foram maltratados ou abandonados, e auxiliam buscando uma família para cuidarem deles como muito carinho. Quando estes voluntários ajudam os pets,  eles também estão sendo beneficiados com o carinho dos animais que cuidam e quando encontram um lar para eles, sabem que terão uma melhor qualidade de vida, levando amor por onde forem. É uma ajuda mútua. A troca de carinho é recíproca.

Temos que valorizar muito aos voluntários que trabalham em instituições de animais, pois mesmo sem serem obrigados, os voluntários se sujeitam a duras rotinas de trabalho para que os animais tenham um melhor cuidado.

Agora vamos falar do PET VOLUNTÁRIO. O que seria isso?

Quem tem um pet ou já teve sabe o quanto nos faz bem tê-los por perto. Pensando nisso muitas instituições adotam a iniciativa de receber um PET para melhorar a autoestima, a qualidade de vida, trazer alegria, entre muitos outros benefícios para seus participantes.

Engajar o próprio PET também é uma das iniciativas que está em alta. O próprio “pet como voluntário” em projetos sociais com terapia animal assistida tem trazido vários resultados importantes com os beneficiados por suas caricias.

Quando estamos felizes os hormônios da felicidade são liberados, fazendo com que nos sintamos mais livres, leves e passamos a nos amar mais.

Conheço uma amiga que levou sua cachorrinha para fazer um “teste” para trabalhar como pet voluntária numa instituição e depois de passar pelos testes de ternura, resistência, respeito às regras, entre outros pontos importantes para serem avaliados, ela poderia visitar abrigos, asilos, hospitais, etc…. mas para infelicidade da minha amiga, a cachorrinha dela foi reprovada em alguns quesitos, então neste caso somente minha amiga continuou com o trabalho voluntário, sua pet não… mas isso pode acontecer mesmo, as vezes seu PET é uma amor em casa, mas fora do seu ambiente muda seu comportamento.

O cão voluntário mais famoso é o Magnus, sempre visita instituições, como AACD, GRAAC entre outros locais, sempre levando alegria por onde passa. Na AACD ele tem até crachá! Ele é muito grande e causa um impacto maravilhoso, pois as pessoas abraçam aquele grandão com muito carinho.

Assistam estes vídeos e vejam como os Pets Voluntários estão fazendo a diferença na vida das pessoas. Vale a pena!

Joe “Cãopanheiro” – voluntário do Graac: https://www.youtube.com/watch?v=5dwsFpO97ac

Voluntários contam com ajuda de cães para visitar idosos dentro de asilos em Campinas: https://www.youtube.com/watch?v=ukDl6l9S9ng

Seguem dicas de algumas instituições que trabalham com animais:

  • Aliança Internacional do Animal (Aila)
    Com um ônibus que funciona como clínica veterinária, a Aila se desloca até locais carentes para atender bichos de estimação e esterilizar animais de rua. Tem também serviço de denúncia de maus-tratos a animais por telefone.
    Como ajudar: doando rações, equipamentos cirúrgicos e medicamentos para uso veterinário, cartuchos de impressoras vazios (para venda) ou dinheiro. A Aila também precisa de veterinários voluntários. Av. Brigadeiro Faria Lima, 2.927, Itaim Bibi, tel. 3167-6555 (aila.org.br).
  • Apasfa
    Funcionando há 20 anos, a Associação Protetora de Animais São Francisco de Assis tem uma clínica veterinária para animais carentes ou abandonados. A entidade não tem abrigo, mas atende a preços acessíveis.
    Como ajudar: associando-se e contribuindo mensalmente com qualquer quantia. O dinheiro é usado na compra de medicamentos e manutenção da clínica. R. Santo Elizeu, 272, Vila Maria, tel. 6955-4352 (apasfa.org).
  • Cão Terapeuta
    O projeto, que existe há dois anos, organiza visitas semanais de animais e donos a crianças hospitalizadas com câncer. Durante uma hora, os cães, que passam por um curso prévio de adestramento, fazem truques para divertir os pacientes.
    Como ajudar: a ONG Cão Cidadão, que administra o projeto, aceita doações em dinheiro e voluntários com seus cães. R. Sílvio Portugal, 75, Pacaembu, tel. 9846-1294.
  • do Bicho
    Atende cerca de 20 animais sem dono, entre cães e gatos. Acolhe das ruas, esteriliza e procura “pais” adotivos.
    Como ajudar: comprando camisetas (R$ 10) cuja renda é destinada à alimentação dos animais ou doando ração e medicamentos. R. Manuel Gonçalves Mão Cheia, 378, Jardim Previdência, tel. 3722-3011 (www.ciadobicho.com.br).
  • Pet Alegria
    O grupo visita entidades de tratamento de portadores de deficiências, orfanatos e casas de repouso para idosos, levando cachorros, gatos, coelhos e ferrets adestrados.
    Como ajudar: aceita animais e donos para trabalhar voluntariamente. Av. Sadae Takagi, 860, Jd. Cooperativa, tel. 4343-5000 (petmemorial.com.br).
  • PetSmile
    Em quatro anos de existência, o PetSmile e sua equipe formada por gatos, coelhos, aves e peixes já visitaram mais de 2.000 crianças. O projeto, mantido por 11 voluntários, atende semanalmente creches, escolas e hospitais. Os animais voluntários passam por avaliações comportamentais e de saúde.
    Como ajudar: pessoas e animais voluntários são bem-vindos. R. Corumbá, 109, Sumaré, tel. 3865-2940.
  • Projeto Cão do Idoso- Todos os fins de semana, os 30 voluntários do projeto, acompanhados de seus cães, visitam orfanatos e lares de idosos. Criado há pouco mais de um ano, o trabalho se baseia na terapia mediada por animais. Antes de se tornar voluntário, o cão é submetido a exames comportamentais e de saúde.
    Como ajudar: a organização está precisando de coordenadores e de cães e donos para expandir o trabalho. R. Guaratuba, 109, ap. 143, Jabaquara, tel. 5180-2027 (projetocao.com.br).
  • Projeto Pró-Animal- foi fundado em 15/08/1999 em São Leopoldo / RS como associação de proteção aos animais. Em seu pouco tempo de atuação recebeu cerca de 200 cães, 180 gatos e oito eqüinos. Muitos destes animais vivem hoje em famílias novas, a maioria dos animais foi vacinado, as cadelas quase todas castradas.
    Como ajudar: a organização está precisando de padrinhos para os cães e voluntários.Caixa Postal 296 – Estrada do Morro do Paula, 3755. 93001-970 São Leopoldo / RS. Fone/Fax: (051) 501 29 44. E-Mail: pro-animal@sinos.net ou http://www.proanimal.hpg.ig.com.br/index.htm
  • Quintal de São Francisco
    Desde 1961, o Quintal recebe cães e gatos abandonados e encaminha para adoção. Atualmente, está cuidando de 800 animais, todos esterilizados pela própria associação.
    Como ajudar: precisa de voluntários para dar banhos e alimentar os bichos nos fins de semana e para trabalhar em feiras de adoção. R. Humberto 1º, 183, Vila Mariana, tel. 5081-5446.
  • UIPA – União Internacional de Proteção aos Animais
    A Uipa atende cerca de 2.000 animais, entre cães e gatos. Fundada há 55 anos, mantém uma clínica que presta serviços veterinários à comunidade a preços razoáveis.
    Como ajudar: superlotada, a entidade precisa de apoio para organização de feiras de adoção de filhotes; também aceita doações de material de construção e limpeza, alimentos e dinheiro. Av. Presidente Castelo Branco, 3.200, Quarta Parada, tel. 3326-5391.

Fonte: sites Pêlo Próximo e Dog Times.

Espero que tenham gostado do texto de hoje.

Um grande abraço

Alessandra Lazarin

www.voluntarioeu.com.br

 

 

alessandralazarinramos

Trabalho desde 1995 como voluntária com adolescentes e jovens, ensinando que pelo comportamento e amor ao próximo podemos fazer a diferença que queremos para o nosso mundo!

2 comentários em “Animais voluntários, era só o que faltava!

  • 06/06/2018 em 08:48
    Permalink

    Nos temos um cão que faz esse trabalho, hoje esta mais velhinho, mas fez muita ação social rsr. Meu marido é adestrador e faz essa seleção de cães das ongs que trabalham levando os cães nas instituições. Olha sou suspeita para falar mas a ação fica bem diferente tanto as criancas como adultos se divertem. Em um grupo que participava de ação voluntária levamos cães para os idosos, nossa acho que foi a melhor ação a alegria deles era contagiante e os cães se divertem pois adoram brincar e receber carinho. Em ações da empresa ja levamos nosso cão e como ele é um pastor belga e bem grande todos se encantam rsr. Ótima matéria. Bjs

    Resposta
    • 13/06/2018 em 01:00
      Permalink

      Olá Leila, muito obrigada pelo seu comentário….é muito rico você complementar o artigo com vivência real, isso ajuda os leitores a tomarem algumas atitudes, que as vezes, estavam apenas no pensamento, agora podem fazer uma ação social diferenciada. Vale tentar! Bjs

      Resposta

Que bom contar com sua parceria! Seja bem vindo!

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas